Artrodese no tornozelo: O que é e como funciona?

Radiografia de um tornozelo submetido a artrodese tibiotalocalcaneana
Artrodese no Tornozelo: Saiba o que significa essa palavra e veja agora o que é este método e um pouco de sua origem que atinge várias pessoas em todo o Brasil.

Guia

Artrodese pé: O que é?

A Artrodese é um anquilose (fusão) realizada cirurgicamente. Essa fusão é executada entre dois ou mais ossos. No Tornozelo, é realizada entre a Tíbia e o Tálus , como se vê na figura abaixo. Ela também pode ser realizada entre as várias outras articulações do pé.

Artrodese no tornozelo: Fusão realizada entre a Tíbia e o Tálus

Esta cirurgia realiza a fusão entre duas ou mais articulações de tratar a dor relacionada a artrose.

Existe um grande número de técnicas disponíveis para se realizar a artrodese do tornozelo. Acesso anterior, lateral ou posterior podem ser utilizados. Em relação aos métodos de fixação, podem-se utilizar hastes, placas e parafusos, dependendo da indicação técnica e preferência do cirurgião.

Artrodese tornozelo limitações

A artrodese de tornozelo é um procedimento cirúrgico no qual os ossos do tornozelo são unidos permanentemente, eliminando a articulação e criando uma conexão óssea. Isso é feito para tratar condições como artrite grave, instabilidade crônica do tornozelo ou outras situações em que a mobilidade normal da articulação não é mais viável. 

No entanto, essa cirurgia também tem algumas limitações e considerações importantes:

 

  • Perda de Movimento: A principal limitação da artrodese de tornozelo é a perda permanente da mobilidade da articulação. Isso significa que a flexão e a extensão normais do tornozelo não serão mais possíveis, o que pode afetar a marcha, a capacidade de subir escadas e a realização de atividades cotidianas.
  • Alterações na Marcha: A ausência de movimento no tornozelo pode resultar em adaptações na marcha (forma de andar). Isso pode sobrecarregar outras articulações, como o joelho e o quadril, aumentando o risco de desgaste ou dor nessas áreas.
  • Restrição de Atividades: A falta de mobilidade no tornozelo pode limitar a capacidade de praticar certas atividades, como corrida, saltos e movimentos que exijam flexão ou rotação do tornozelo.
  • Impacto nas Articulações Adjacentes: A imobilização do tornozelo pode aumentar o estresse nas articulações vizinhas, como o pé médio e o retropé. Isso pode levar a problemas em outras partes do pé e tornozelo ao longo do tempo.
  • Dificuldade em Terrenos Irregulares: A falta de mobilidade no tornozelo pode dificultar a caminhada em terrenos irregulares, como superfícies acidentadas ou inclinadas.
  • Possíveis Complicações Cirúrgicas: Como em qualquer cirurgia, existem riscos associados à artrodese de tornozelo, incluindo a possibilidade de infecção, problemas de cicatrização ou rejeição de materiais cirúrgicos.
  • Reabilitação Pós-Cirúrgica: O período pós-cirúrgico de recuperação e reabilitação é fundamental para minimizar complicações e maximizar a adaptação às mudanças na biomecânica do tornozelo.

 

 

 

 

 

 

 

É importante discutir todos os aspectos da artrodese de tornozelo com um cirurgião ortopédico especializado antes de tomar uma decisão. Esse procedimento pode ser apropriado para algumas pessoas, especialmente aquelas que sofrem de dor crônica e incapacidade significativa devido a condições do tornozelo, mas é essencial entender completamente as limitações e os possíveis impactos no estilo de vida antes de prosseguir.

Quando a artrodese do tornozelo é indicada?

A artrodese no tornozelo é indicada convencionalmente para pacientes com artrose terminal de uma articulação (desgaste da junta) ou em casos pós-traumáticos, após infecções, artrite reumatoide e deformidades. O termo terminal faz referência a aquelas pessoas que já esgotaram os procedimentos conservadores de tratamento e no qual os sintomas já avançaram de forma que há um grande prejuízo à qualidade de vida do paciente. Veja o exemplo abaixo de uma artrose do tornozelo:

Exemplo de artrose do tornozelo no RX

O objetivo mais importante da artrodese é tratar a dor do paciente. Entretanto, para alcançar esse objetivo, essa cirurgia elimina o movimento da articulação em questão, exatamente por fazer a fusão dos ossos envolvidos.

Cirurgia Artrodese do Tornozelo: como é feita?

Exemplo de artrodese realizada com 3 parafusos
Exemplo de artrodese realizada com 3 parafusos

Esse procedimento é realizado por um especialista em cirurgia no pé e tornozelo fundindo os ossos do tornozelo utilizando placas e parafusos. Inicialmente a cartilagem remanescente é retirada, por via aberta, artroscópica ou minimamente invasiva e então a articulação é posicionada em seu devido lugar e fixada com as placas e parafusos.

Artrodese no tornozelo: existe outra opção?

Sim, existe outra opção! Para o tornozelo, por exemplo, a Artroplastia do Tornozelo ou Prótese de tornozelo é um procedimento que também pode eliminar as dores dos pacientes que já sofrem com artrose, tendo-se o beneficio de se manter o movimento da articulação. Veja mais detalhes no vídeo abaixo.

Já fiz artrodese no tornozelo, mesmo assim posso colocar uma prótese?

Sim! Essa cirurgia se chama Desartrodese ou do inglês Take-out fusion. Ela consiste na recriação da articulação e na implantação de uma prótese que recupera o movimento perdido. É importante destacar que nesses casos os pacientes não adquirem um movimento tão grande quanto nas próteses realizadas primariamente. Uma prótese primária exibe 35 graus de arco de movimento médio, enquanto uma desartrodese exibe até 25 graus de arco de movimento médio.

Imagem ilustrativa da Prótese no Tornozelo
Imagem ilustrativa da Prótese no Tornozelo

Os teus pés te levam aonde a sua mente jamais chegou.

Se tiver mais dúvidas sobre esse tema, entre em contato ou agende sua consulta.

Artrodese tornozelo limitações

A artrodese de tornozelo é um procedimento cirúrgico no qual os ossos do tornozelo são unidos permanentemente, eliminando a articulação e criando uma conexão óssea. Isso é feito para tratar condições como artrite grave, instabilidade crônica do tornozelo ou outras situações em que a mobilidade normal da articulação não é mais viável. 

No entanto, essa cirurgia também tem algumas limitações e considerações importantes:

 

  • Perda de Movimento: A principal limitação da artrodese de tornozelo é a perda permanente da mobilidade da articulação. Isso significa que a flexão e a extensão normais do tornozelo não serão mais possíveis, o que pode afetar a marcha, a capacidade de subir escadas e a realização de atividades cotidianas.
  • Alterações na Marcha: A ausência de movimento no tornozelo pode resultar em adaptações na marcha (forma de andar). Isso pode sobrecarregar outras articulações, como o joelho e o quadril, aumentando o risco de desgaste ou dor nessas áreas.
  • Restrição de Atividades: A falta de mobilidade no tornozelo pode limitar a capacidade de praticar certas atividades, como corrida, saltos e movimentos que exijam flexão ou rotação do tornozelo.
  • Impacto nas Articulações Adjacentes: A imobilização do tornozelo pode aumentar o estresse nas articulações vizinhas, como o pé médio e o retropé. Isso pode levar a problemas em outras partes do pé e tornozelo ao longo do tempo.
  • Dificuldade em Terrenos Irregulares: A falta de mobilidade no tornozelo pode dificultar a caminhada em terrenos irregulares, como superfícies acidentadas ou inclinadas.
  • Possíveis Complicações Cirúrgicas: Como em qualquer cirurgia, existem riscos associados à artrodese de tornozelo, incluindo a possibilidade de infecção, problemas de cicatrização ou rejeição de materiais cirúrgicos.
  • Reabilitação Pós-Cirúrgica: O período pós-cirúrgico de recuperação e reabilitação é fundamental para minimizar complicações e maximizar a adaptação às mudanças na biomecânica do tornozelo.

 

 

 

É importante discutir todos os aspectos da artrodese de tornozelo com um cirurgião ortopédico especializado antes de tomar uma decisão. Esse procedimento pode ser apropriado para algumas pessoas, especialmente aquelas que sofrem de dor crônica e incapacidade significativa devido a condições do tornozelo, mas é essencial entender completamente as limitações e os possíveis impactos no estilo de vida antes de prosseguir.

Se você precisa realizar uma  Prótese de Tornozelo ou ainda existir alguma dúvida sobre esse assunto, entre em contato para agendar uma consulta, Agende sua avaliação aqui.

Compartilhe esse blog

veja mais conteúdo:

Compartilhe esse blog

veja mais dicas conteúdos

5 respostas

  1. Olá boa noite éu já fiz uma arteodese no pé á cerca de 9 anos e agora estou a começar a sentir dor.
    O que devo fazer?
    Obrigado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *